Dieta para diabéticos – O que comer em cada refeição e dicas para se acostumar com alimentação dietética

A diabetes é uma das doenças que mais exige equilíbrio da alimentação, afinal, o controle do índice glicêmico e de açúcar no sangue  é fundamental para o tratamento e controle dos sintomas.  A dieta para diabéticos deve incluir uma série de regras que ajudam a queimar gordura, manter um bom índice de colesterol e evitar os picos de energia que fazem com que a produção de insulina se acelere e aumente as possibilidades de consequências da diabetes como a cegueira, perda dos membros e falência de órgãos.

A dieta para diabéticos precisa ter baixa ingestão de açúcares, carboidratos e vários outros quesitos que não compliquem a situação da doença. Lembrar de tudo isso é a parte mais difícil para quem precisa se adequar a uma rotina completamente diferente da que seguiu por anos antes do diagnóstico. Apesar do cardápio alimentar alterado não ser a cura para a doença, traz efeitos benéficos para o corpo e proporciona muito mais qualidade de vida, principalmente por conta da eliminação dos sintomas e consequências mais graves da Diabetes.

Aqui você confere como a dieta funciona, o que pode e o que não pode ser incluso no cardápio. Com estas dicas fica muito mais fácil seguir uma rotina saudável.

Dieta Para Diabéticos: Como Funciona?

É preciso diminuir grandemente o consumo de sal e açúcares.  Não é aconselhado simplesmente arrancar estas duas substâncias da rotina, pois não haveria um pico de açúcar no sangue que para a diabetes tipo 2 é muito perigoso.  Recomenda-se tirar aos poucos do dia a dia por meio da substituição de alimentos.

É mito que os diabéticos não podem ingerir nenhum tipo de açúcar, é permitido o consumo reduzido destas substâncias. No geral, o que muda é que tudo o que se coloca para dentro do corpo deve ser antes programado e pensado de maneira a se manter um fluxo de digestão e hormônio equilibrado.

Como a diabetes também é influenciada  pelo sobrepeso, muitas das dietas incluem a necessidade de queima de gordura, neste caso são acrescentados alimentos ricos em fibras, proteínas para substituir os carboidratos (que engordam mais) e termogênicos para acelerar o metabolismo e ajudar da queima de calorias. Nos casos de diabéticos que precisam perder peso a atividade física é fundamental e trabalhará como uma aliada no tratamento da doença.

De acordo com as pesquisas acredita-se que para se acostumar com a dieta diabética é preciso 6 meses de adaptação para incluir todos os hábitos saudáveis e excluir todos os alimentos e rotinas que fazem mal para o organismo de quem tem a doença. Neste período de 6 meses também é incluso a necessidade de praticar atividades físicas e quanto tempo leva para engatar uma rotina de exercícios.

Confira na lista abaixo as comidas que são indicadas para realizar a substituição de alimentos com muito sal ou açúcar.  Esta lista também é uma boa pedida para quem sofre de problemas de hipertensão.

Alimentos que PODEM ser consumidos por diabéticos:

  • Aves – consumo sem pele;
  • Peixes e carnes magras;
  • Leite desnatado ao invés do consumo do integral;
  • Queijo branco, de preferência ricota – ao contrário do queijo amarelo, que é bem mais gorduroso;
  • Alimentos ricos em fibras, como aveia, farinha de banana verde, farinha de maracujá e semente de linhaça;
  • Consumo de verduras e vegetais folhosos;
  • Cereais e grãos como feijão, lentilha, milho e ervilhas;
  • Frutais naturais e não o consumo de suco que se diz “natural”.

Atenção aos índices glicêmicos

Tenha atenção na hora de escolher os alimentos que alterem muito os índices glicêmicos do seu corpo, priorize aqueles que não proporcionem picos ou desregulem seu organismo. No geral, produtos industrializados e muitas vezes processados como por exemplo o arroz não integral, bolachas, salgadinhos, biscoitos, pães com farinha branca, massas prontas tem grande índice de carboidrato e, por isso deve ser evitado.

Acontece que o carboidrato tem uma digestão muito rápida no organismo humano. A substância começa a se quebrar ainda na mastigação, com ação da saliva e os efeitos dessa rapidez são picos de energia e no índice glicêmico que forçam o pâncreas a produzir insulina para ajudar a capturar a glicose proveniente da comida ingerida. Para quem é diabético a produção do hormônio não é regulada e tudo que a estimule ainda mais (principalmente para quem tem diabetes tipo 2) deve ser evitado ao máximo.

Os diabéticos devem evitar todos os alimentos que tem gorduras hidrogenadas, processados ou industrializados. Confira a lista do que NÃO comer:

  • Geleias
  • Bolos
  • Chocolate ao leite ou branco
  • Óleo vegetal
  • Margarina
  • Manteiga
  • Enlatados
  • Conservas
  • Arroz comum branco
  • Frituras em geral
  • Creme de leite
  • Queijos amarelos (coma somente o branco)
  • Leite
  • Iogurte integral
  • Frutas como banana, tâmara ou figos
  • Alimentos com embalagem diet ou light

o que diabéticos podem comer

Tome café da manhã todos os dias

Diferente do que se imagina, é importante que o consumo de café da manhã seja feito de maneira correta. Ao contrário do que se pensa, pessoas que realizam todos os dias o seu desjejum tendem a ser mais magras do que aquelas que não ingerem nenhum tipo de comida no início do dia.

Isso acontece porque o organismo continua trabalhando, mesmo que em pequenas doses. Além disso, ficar muito tempo em jejum para quem é diabético deve ser uma atitude a ser combatida, afinal, isso também é responsável por criar baixo índice glicêmico e picos açúcar no sangue.

Durante o café da manhã se alimentar com produtos integrais é a melhor opção (pães e bolachas integrais, cereais integrais, leite desnatado e outros). Para substituir o a açúcar utilize pequenas porções de frutas que não tem muito carboidrato, como por exemplo laranja (bastante calórica), caju, abacate (ajuda a regular o índice de colesterol), kiwi, abacaxi e outros.

Opção de cardápio permitido para diabéticos:

  • Tofu
  • Peito de peru
  • Pães integrais
  • Cereais integrais
  • Iogurte desnatado
  • Leite desnatado
  • Salada de frutas
  • Patês a base de legumes
  • Aveia ou granola
  • Alimentos com ômega 3 (peixes, abacate)

Abuse dos alimentos integrais e fibras

Os alimentos com base em massa integral são indicados para quem possui diabetes, tudo devido ao fato de que são absorvidos mais lentamente pelo organismo, o que faz com que a glicose seja liberada em pequenas quantidades. A vantagem está em não ocasionar picos de glicêmia.

As fibras solúveis presentes nos cereais integrais, carnes e legumes verdes como o brócolis, agrião, couve e outros  também são muito aliadas dos diabéticos, elas ajudam na digestão dos alimentos no intestino e, assim contribuem para níveis regulados de açúcar no sangue além de ajudar a manter o intestino regulado, garantindo maior qualidade de vida e prevenção de doenças gastrointestinais.

Quando se tem diabetes nada de apostar em programas alimentares diferenciados como por exemplo a dieta da proteína, afinal, estas que apostam em somente um tipo de alimento irão ajudar a deixar o seu organismo deficitário em nutrientes que serão muito importantes para lhe dar energia, força, disposição e manutenção da saúde. Tenha sempre um cardápio rico, detalhado e previamente pensado.

Nas principais refeições como almoço e janta deve-se incluir grãos integrais, diminuir carboidratos e incluir os legumes. Algumas dicas são:

  • Batata doce
  • Peixes ricos em ômega 3
  • Alimentos para diabéticos
  • Alimentos ricos em fibras
  • Sucos adoçados com frutas
  • Carnes magras
  • Legumes e folhas verdes

Pode comer doce, mas regule as proporções

Numa dieta para quem possui diabetes, não é preciso nunca mais consumir doces, porém é necessário ter atenção nas quantidades ingeridas.É preciso que haja uma redução no consumo de carboidratos quando o doce for ser ingerido, ou em alguns casos, reajustar a quantidade da dose de insulina necessária naquela refeição.

Nunca abuse dos doces e sempre que comer faça isso junto com as refeições, em pequenas porções.  A dieta diabética lhe ajudará não somente a tratar a doença como também queimar gordura pela transformação no modo de se alimentar, isso ajudará a melhorar vários aspectos da sua vida, lhe dando maior qualidade de vida.

Atenção no consumo de frutas

Diferente do que se imagina, existem muitas frutas que não são liberadas para o consumo de diabéticos. É necessário que se ingira no máximo 4 porções de fruta diariamente. A ingestão destes alimentos quando se tem diabetes é ainda mais importante porque será uma de suas únicas fontes de açucares no sangue, por meio da frutose e sacarose.

As frutas mais indicadas para quem possui diabetes são: uvas, abacaxi, mamão, pêra, laranja, maçã, abacate e limão. Evite aquelas que tem muita quantidade de carboidrato como a banana, por exemplo. Quando for fazer sucos e bebidas utilize pequenas quantidades de frutas mais doces para adoçar como a melancia.

Coma de 4 em 4 horas

Os diabéticos devem sempre ter o hábito de levar um alimento consigo. O costume  que muitas pessoas tem de ficar muito tempo em jejum como por exemplo ocorre em dietas para perda de peso tais como o jejum intermitente e outras técnicas.

No trabalho, viagens e todos os deslocamentos diários necessários é importante deixar barras de cereais, frutas e outros tipos de alimentos para que se possa respeitar o consumo de alimentos de 4 em 4 horas. Assim, evita-se picos glicêmicos no sangue ao longo do dia além de ajudar na queima de gordura localizada que também faz mal para quem tem a doença.

Ao longo do dia deve-se estar sempre pensando na alimentação para ter uma diabete controlada, medir o índice de insulina tanto na diabetes tipo 1 como diabetes tipo 2 é importante. Consulte seu médico sobre com que frequência realizar esta medição para manter uma rotina de diabete controlada.

Cardápio para dieta para diabéticos

Café da manhãLanche da manhãAlmoçoLanche da tardeJantarCeia
1 potinho de iogurte light, 3 biscoitos cream cracker com 1 colher sobremesa rasa de geleia diet.Uma fruta (pode ser uma maçã, tangerina, mamão ou limão).3 colheres de sopa de arroz integral, 1 concha pequena de feijão, 1 filé de frango assado. Abuse da salada com 6 folhas de alface e 3 colheres sopa de azeite de oliva.3 pedaços de damasco seco.1 prato de sobremesa de salada verde, 2 colheres de sopa arroz integral, 2 colheres sopa de chuchu, 4 colheres de sopa de carne moída e 03 fatias de manga.
150 ml de leite desnatado.
1 copo de vitamina de frutas com 20 ml de leite desnatado, meia banana, meia maçã, 2 fatias de pão integral com 2 pontas de facas de margarina light.

Iogurte desnatado (copo de 150 ml).3 pegadas de macarrão integral ao alho e óleo, 1 filé de carne grelhado e 2 colheres de acelga picada.4 bolachas integrais com um copo de água de coco.3 colheres de sopa de arroz integral, 1 filé bovino magro grelhado, 3 colheres de sopa de mostarda refogada, 5 rodelas de pepino, 2 colheres sopa de cenoura crua ralada, e 1 copo de suco de acerola com adoçante.1 unidade de torrada integral com 1 fatia de queijo ricota, 1 xícara de chá de camomila com adoçante e canela.

Ficou com alguma dúvida? Então confira na reportagem abaixo dicas do principal cardápio feito pelos diabéticos:

Com cerca de 6 meses treinando uma nova alimentação você terá adquirido hábitos muito mais saudáveis, reduzir o consumo de açúcar será a parte mais difícil do processo.  No entanto, com avista de resultados seja na queima de gordura localizada, emagrecimento e ganho na qualidade de vida se tornará muito mais fácil seguir as regras de uma dieta diabética.

O importante é não desanimar e iniciar com um programa alimentar descrito em papel de segunda a domingo.  Aos poucos, o que pode e não pode se tornará inconsciente e a pessoa já não verá necessidade de controlar a si mesmo com programas previamente programados, o cardápio fará parte de um estilo de vida saudável com a diabetes controlada.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply