Bolsa Família 2018 – Confira o calendário de pagamento, quanto vai ganhar e as mudanças

O bolsa família é um projeto que auxilia milhares de famílias em todo o Brasil, ele foi criado com o objetivo de ajudar a população de extrema pobreza a se alimentar com qualidade e incentivar à educação, atualmente são mais de 13,9 milhões de lares que recebem a assistência. Devido aos gastos governamentais com o auxílio e a instabilidade do cenário político do país volta e meia se discute mudanças no programa.

Aqui você confere tudo o que é preciso saber sobre as alterações em 2018, como se inscrever e o que pode afetar o recebimento do auxílio nos próximos anos.

mudanças bolsa família 2018

Mudanças no Bolsa Família 2018

Não foi informada nenhuma alteração nos padrões do programa, porem é reforçada a necessidade periódica de se atualizar o cadastro e seguir à risca todos requisitos exigidos aos membros da família, como a frequência escolar.

É importante ter ciência de que o descumprimento de qualquer um dos requisitos estabelecidos tanto de saúde quanto de educação acarretará na exclusão da família do programa. Caso ocorra o desligamento por pedido dos membros, após 36 meses é possível solicitar novamente a participação sem necessidade de novo cadastro.

Se a família ultrapassar a renda limite é necessário informar para que o Bolsa Família seja suspenso, uma vez que o complemento da renda não será mais necessário e poderá ser repassado a outras pessoas em situação de carência.

O valor pago às famílias deverá manter as regras válidas para os anos anteriores. Para saber o dia que receberá o seu benefício consulte a tabela de pagamento – ela é feita com base nos números finais do seu Cadúnico – o cartão cidadão. Para facilitar a consulta você pode acompanhar o recebimento dos valores por meio do aplicativo oficial do Bolsa Família que informa o dia que cai, pode atualizar o seu cadastro e conferir as alterações no programa.

calendário pagamento bolsa familia 2018

 

Como é feita a transferência da renda para família?

A mais nova ferramenta que as famílias beneficiadas têm a sua disposição é por meio  da Poupança Caixa Fácil.  O recebimento exige que o beneficiado abra uma conta simples na caixa econômica, a operação pode ser feita em agências, casas lotéricas e até por meio da internet, isso irá garantir o cadastro familiar. Após o cadastramento um cartão será enviado para que o usuário consiga retirar o dinheiro em caixas eletrônicos ou utilizar para fazer compras, saques e depósitos.

Este complemento da renda familiar é criterioso e o cadastro exige uma série de fatores para que seja possível cadastrar a família como beneficiário do programa. Confira quem pode fazer parte:

Quem fazer parte do Bolsa Família?

quanto ganho com o bolsa familia em 2018Só pode se cadastrar no programa pessoas com um alto nível de carência, consideradas pobres ou extremamente pobres. As famílias extremamente pobres que o governo tem como meta de alcance precisa ter renda mensal de até R$ 85,00 por integrante da família. Já as famílias pobres que também se encaixam no programa precisam possuir um ganho mensal de no máximo R$ 170,00 por membro da família (que more na mesma casa).Porém o programa não cobre todos os membros da família, apenas pessoas de 0 a 17 anos.

Após a inclusão da família no programa é necessário o cumprimento de algumas atividades que são:

  • Gestantes devem realizar o pré-natal;
  • Participar de atividades oferecidas pelo Ministério da Saúde para aperfeiçoar o período de amamentação;
  • Manter atualizado o cartão de vacina das crianças entre 0 a 7 anos;
  • Adolescentes e mulheres entre 14 e 44 anos devem consultar o médico periodicamente;
  • As crianças entre 6 a 15 anos devem ter presença frequente na escola de 85%.
  • Adolescentes entre 16 e 17 anos devem garantir pelo menos 75%de frequência escolar.

Como fazer o cadastro

Para realizar o cadastro no programa é preciso que a família esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Uma das exigências é que o cadastro tenha sido atualizado há menos de 2 anos.

Ao realizar o cadastro, a família será avaliada para constatar se esta dentro das exigências do programa. O cadastramento pode ser feito em qualquer agência da caixa ou diretamente na prefeitura da cidade.

consulta pagamento bolsa família 2018

Se a família preenche todas as exigências para garantir que continue participando do beneficio é necessário manter o cadastro atualizado. Sempre que houver qualquer tipo de mudança é obrigatório  informar a prefeitura. Isso inclui informações de contato, endereço e dados pessoais, nascimento de novos membros na família, falecimento, divórcio ou adoção.

Todos os meses o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome seleciona pessoas em todo o Brasil automaticamente pelo sistema para ser inclusas no programa. Para obter a informação se foi incluído no programa é necessário ir até a prefeitura ou consultar o site e verificar na lista de famílias beneficiadas.

O cadastro é uma exigência que deve ser feita, mas caso antes da aprovação seja constatado a carência da família imediatamente os membros passam a receber o benefício.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply